A chegada de Daqueles Além Marão

Publicado em 2017, deveria ter sido lançado por uma editora pela obtenção do primeiro lugar num concurso.

Capa de Terras de Xisto e Outras Histórias

Um livro de contos diversos onde circunstâncias dramáticas obrigam os personagens a contrariar a sua própria natureza.

Capa de Lágrimas no Rio

A pacata aldeia de São Cristóvão do Covelo sofre um terrivel cataclismo que vai revelar forças estranhas.

A Amazon apoia a publicação independente

Todos os meus livros são publicados pela Amazon de forma independente e não exploradora. Estão à venda em todo o mundo.

A família de livros "Debaixo dos Céus" continua a crescer desde 2015

Desde a publicação de "Terras de Xisto" em 2015 até "Entre o Preto e o Branco" em 2020, vão milhares e milhares de palavras escritas.

A capa de Daqueles Além Marão

Os contos aqui incluídos têm todos protagonistas transmontanos. A capa escolhida é feita a partir dos azulejos da estação ferroviária do Pinhão, na linha do Douro.

A chegada de Terras de Xisto e Outras Histórias

Foi emocionante a entrega destes livros, os primeiros publicados em exclusivo com o meu nome.

A chegada de Lágrimas no Rio

As primeiras apresentações que fiz foram desta obra.

A capa de Entre o Preto e o Branco

A primeira capa 100% desenhada por mim, com recurso a uma foto royalty free.

A chegada de Entre o Preto e o Branco

Como das vezes anteriores, quando chegou a primeira remessa já estava toda vendida.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Nova entrevista em "Divulga Escritor"



Depois da entrevista no inicio de 2016 acerca de "Terras de Xisto e Outras Histórias", a revista Divulga Escritor, publica nova entrevista, desta vez sobre o meu novo livro "Lágrimas no Rio".


Escritor Manuel Amaro Mendonça, é um prazer contarmos mais uma vez com a sua participação na Revista Divulga Escritor. Depois do sucesso com o livro de contos «Terras de Xisto e Outras Histórias», publicou um romance. O que o motivou a escrever «Lágrimas no Rio»?
Manuel Amaro - Antes de mais, muito obrigado por mais esta oportunidade para falar um pouco sobre o meu trabalho. É uma honra poder participar na vossa revista que tanto faz pela divulgação dos autores.
«Terras de Xisto e Outras Histórias» já continha um conto baseado num espaço/tempo que me fascina, que são o século XIX e a região transmontana. Sendo «Terras de Xisto» um livro de contos, «Lágrimas no Rio» começou, também ele, por ser imaginado como um conto a ser incluído num próximo livro, mas a criação do enredo mostrou-me que havia tanto para contar, que acabaria por dar origem a uma obra desequilibrada, com uma das histórias a ocupar 95% do livro. Foi nessa altura que me decidi arriscar numa aventura e levar os leitores, numa viagem alargada, a conhecerem os habitantes da fictícia São Cristóvão do Covelo e a viver comigo os dramas passados nas margens do Douro.

Leia a entrevista na integra no site da revista Divulga Escritor

terça-feira, 20 de setembro de 2016

"Lágrimas no Rio" vai a Carrazeda de Ansiães



A convite da Câmara Municipal de Carrazeda de Ansiães e no âmbito do mês da Cultura e Património, vai decorrer no próximo dia 2 de Outubro de 2016 pelas 16:00h, uma sessão de apresentação do livro "Lágrimas no Rio" de Manuel Amaro Mendonça.







Vai ser um prazer imenso poder apresentar o livro que se inspirou nas paisagens dos vales do Tua e do Douro às gentes transmontanas cujas personalidades serviram para modelar os seus personagens.


 
São Cristóvão do Covelo, a localidade em que se passa a acção, é uma freguesia imaginária do Concelho de Carrazeda de Ansiães que foi baseada em duas das suas aldeias: Tralhariz e Foz-Tua. Quase se pode dizer que este livro regressa à terra onde nasceu.

 
Tralhariz
 
Foz-tua
 

Não deixem de assistir a esta apresentação e de visitar a bela vila de Carrazeda de Ansiães e o vasto património espalhado pelo Concelho. Utilize o link abaixo para obter direcções.

Nota: O trajecto actual em automóvel entre o Porto e Carrazeda de Ansiães, passando pelo recentemente inaugurado túnel do Marão, leva cerca de uma hora e meia. (A4 e IC5)