domingo, 22 de outubro de 2017

Resenha de Lágrimas no Rio


Foi com uma alegria imensa que vi, num grupo de Facebook intitulado "Literalizando", a resenha do meu livro "Lágrimas no Rio".

Literalizando é um grupo dedicada exclusivamente à palavra escrita e a sua administradora, Célia Dias é sem dúvida uma amante da literatura e faz questão de partilhar os seus sentimentos em relação aos livros que lê.

Célia Dias

Tendo contactado recentemente com ela, foi fácil simpatizar e interagir e rapidamente estávamos a fazer planos para colaborar. Assim nasceu esta resenha que muito me alegrou e que vai ajudar a dar a conhecer aos leitores brasileiros o meu trabalho.
Bem hajas Célia e que nunca te desinteresses da literatura.

Aqui está uma parte da sua opinião:

"É um livro magnífico, bem escrito e de gostosa leitura de Portugal, que parece brincar e simplificar o entendimento. Exemplo: "arrepesa","embeiçado" e tantas outras que nos são incomuns, mas que deixa a leitura mais saborosa.
Nos idos anos de 1830, Avelino o protagonista da história, volta á sua terra natal, São Cristóvão do Covelo em Portugal, a aldeia de onde saiu para concluir seus estudos necessários para dar continuidade aos negócios do pai.Ele vê-se enfastiado com sua nova vida. Ele sucederá seu pai; Como filho homem, seguirá os passos do pai nos olivais. Eles são a família mais abastada da aldeia e tem inúmeros trabalhadores que dependem deles.
Logo de início, acontece uma morte de um dos trabalhadores e ele segue seu pai para desejar os sentimentos e prétimos á familia do falecido.
Começa a dar um colorido novo á vida do rapaz se encontrar com a filha do falecido, Ceição. Seus lindos olhos azuis despertam uma paixão repentina no jovem que percebe haver reciprocidade. Porém ela é uma lavadeira, filha de camponeses simples e naquela época os casamentos se davam por interesse, e ela nada tinha a oferecer ao rapaz, além de seu amor, que não é o suficiente para a mãe de Avelino...."

Para ler a resenha completa clique aqui 




Reacções:

0 comentários: