sábado, 25 de novembro de 2017

Daqueles Além Marão na Casa Regional dos Transmontanos



No passado dia 25 de Novembro decorreu a última apresentação de 2017 do livro "Daqueles Além Marão" e aconteceu, nada mais, nada menos que numa das casas mais emblemáticas para os transmontanos na cidade do Porto: A Casa Regional dos Transmontanos e Alto durienses do Porto.
Esta associação tem, nos seus objectivos:

"Promover Trás-os-Montes e Alto Douro

A associação tem fins bem definidos, que assentam essencialmente, em "propagar,
defender e valorizar Trás-os-Montes e Alto Douro em toda a sua dimensão humana, social e territorial".

A actividade da casa desdobra-se entre duas vertentes: a primeira visa uma
componente de prestação de bons serviços, ou seja, disponibilizar os seus espaços e colaborar com as instituições e associações regionais, para que possam desenvolver actividades na casa e também ajudar na divulgação de eventos que permitem a valorização da região. A segunda passa por proporcionar momentos de lazer e diversão aos seus associados, de forma a manter vivas as raízes que os ligam, organizando festas gastronómicas e de diversão, conferências, debates e proporcionando o convívio entre conterrâneos.

Desde sempre, a Casa Regional dos Transmontanos e Alto-Durienses do Porto tem
procurado promover iniciativas que visam a divulgação da região, da sua gente e dos seus produtos tradicionais.

Um outro objectivo é o de dar voz e projecção a todos os escritores, artistas e demais Autores e Criadores transmontanos e durienses. Nesse sentido, tem ajudado na divulgação de vários trabalhos desenvolvidos por pessoas oriundas da região ou que sobre ela se debruçam."



Foi uma grande responsabilidade, ir a este "quartel general" dos transmontanos apresentar um livro que conta histórias ficcionadas envolvendo personagens daquela região, mas enchemo-nos de coragem (tenho uma fantástica equipa de familiares e amigos que me apoiam) e lá fomos nós.


A sala que nos foi cedida era, como o resto do edifício, repleta de história e respirava o puro ar transmontano, através das fotos expostas em seu redor.


Neste dia tive a grata surpresa de ter não um mas dois músicos! Os meus amigos Miguel Caldas e o Eduardo Sousa vieram animar um pouco a apresentação desta obra e fizeram um trabalho extraordinário.


A minha sobrinha Beatriz e a Joana, filha do músico Eduardo, deram uma espectáculo impressionante. A voz da minha sobrinha não pára de me surpreender e o acompanhamento desta sua amiga deu-lhe apoio e ainda mais brilho.


Até algumas pessoas que não estavam presentes na sala para assistir à apresentação foram atraídas pela atuação das duas jovens e ficaram a assistir.


Não podia faltar a imprescindível presença do meu irmão Luís que não permite que eu me aventure nestas "andanças" sozinho e vem sempre trazer umas palavras divertidas de introdução. Pela parte da Casa dos Transmontanos e na ausência  do seu presidente António Moreno, por motivos de força maior, esteve o não menos simpático e eloquente, Urbano Azevedo. A sua presença simpática e bem disposta foi uma mais valia importante nesta apresentação. 



Não foi uma das minhas apresentações mais frequentadas mas mesmo assim, foi uma plateia atenta e colaborante que assistiu até ao fim (heroicamente?).


Após a usual sessão de autógrafos e distribuição de livros aos meus novos amigos (cada leitor é um novo amigo, claro) houve um pequeno período de convívio e degustação de vinho generoso duriense (mais conhecido por Vinho do Porto) acompanhado de doces.





A minha esposa Delmina foi, como habitual, a fotógrafa oficial do evento, além de organizadora e colaboradora ativa. (Nota mental para lhe aumentar o ordenado que ganha nestas ações).


Aqui uma foto com dois dos meus grandes amigos e entusiastas neste percurso das letras, a escritora Suzete Fraga e o escritor e editor Isidro Sousa da editora SuiGeneris, que gradualmente vem lançando no mercado novas obras de autores lusófonos. 


Neste outra foto, da esquerda para a direita, minha cunhada Susana e o meu irmão Luís, a quem muito devo no carinho e apoio incondicional ao meu trabalho e às suas apresentações. O escritor e editor Isidro Sousa, que já começa a ser presença habitual e o Eduardo Sousa e a filha Joana que emprestaram uma grande parte do brilho deste evento. 


No fim desta nova apresentação, o prazer da sensação de um bom trabalho e o fim de mais um dia feliz.


A última apresentação de "Daqueles Além Marão" em 2017 correu muito bem.



Um agradecimento muito grande à Casa Regional dos Transmontanos e Alto Durienses no Porto por nos receber nas suas instalações e também ao seu presidente António Moreno e ao seu digno representante Urbano Azevedo.

Bem hajam pelo trabalho que fazem em prol da cultura transmontana e não só.

Até à próxima.




Reacções:

0 comentários: