segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

2019 está quase a terminar


Com 2019 quase a terminar, trago aqui um pequeno resumo da minha atividade literária neste período. 

Infelizmente, ainda não foi este ano que publiquei o meu romance, que está em produção desde 2016, espero consegui-lo em 2020, mas aqui está a minha resolução de ano novo.

Obrigado pela sua companhia e pelo prazer que me dá, sabendo que está aí, a ler os meus textos. Por mim, comprometo-me a continuar a escrever e a publicar grande parte do meu trabalho, para que o possam ler sem qualquer custo.

Um abraço e votos de um bom 2020 com muita saúde e felicidade e... claro, boas leituras.


Editora SUI GENERIS
A colaboração com a editora Sui Generis continua de vento em popa e vou respondendo, sempre que possível aos desafios que o meu amigo Isidro Sousa vai propondo. Este ano foram três antologias, sendo que duas delas já estão publicadas: "Sol de Inverno" e "Bendita Manjedoura" (artigos abaixo), a outra, intitulada "Eternamente Enamorados" ficará para 2020.
O conto "Manhã de Domingo" foi escolhido para fazer parte da antologia "Sol de Inverno" da editora Sui Generis
Leia mais...
O conto "O Natal de Miriam" foi escolhido para fazer parte da antologia "Bendita Manjedoura" da editora Sui Generis.
Leia mais...
Revista SAMIZDAT
Também a revista digital SAMIZDAT, continua a publicar os meus textos, aos dias 29 de cada mês. Os últimos publicados, estão nos artigos abaixo, "O Natal de Miriam" e "Depois do Paraíso". Para ler todas as minhas colaborações nesta revista, basta seguir esta ligação.
"O Natal de Miriam" foi a quarta publicação nesta revista, em novembro. Um pequeno conto de Natal passado num cenário incomum.
Leia o conto na integra...
Para o mês de dezembro, decidi procurar as páginas do Génesis e mostrar uma velha história, por um novo ponto de vista.
Leia o conto na integra...
Grupo PENTAUTORES
grupo Pentautores, no qual orgulhosamente me incluo, junto com Ana Paula Barbosa, Carlos Arinto, Jorge Santos e Suzete Fraga, deu mais um passo para dar a conhecer ao mundo os seus trabalhos. Depois de "Antes Quebrar Que Torcer" em 2017, publicou agora "Além", de que poderá saber mais no artigo abaixo.
Além é um tema que permite, a cada autor, uma liberdade de pensamento e, como é hábito, as mais diversas variações e interpretações da palavra. Mas ficam aqui algumas palavras de Carlos Arinto, num excerto da introdução à obra:
"Sendo o tema muito abrangente, ou pelo menos, suficientemente abrangente para permitir todas as interpretações, cada um dos autores criou aquilo que lhe parece ser demonstrativo desse espaço imaginado: um espaço onde se pode ir sempre mais além.
Leia mais...
Reacções:

0 comentários: