quarta-feira, 8 de junho de 2022

Viagens, Parabéns Lucinda Maria

 


Foi no passado dia 4 de junho que foi apresentado na Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital o novo livro de Lucinda Maria, "Viagens através da Imaginação".

Patrocinado pela Câmara Municipal, não podiam faltar a esta sessão o presidente, José Francisco Rolo, a vereadora da Cultura, Maria da Graça Silva e o presidente da Assembleia Municipal José Carlos Mendes.https://www.cm-oliveiradohospital.pt/index.php/municipio/item/2166-novo-livro-de-lucinda-maria-e-apresentado-no-sabado


Uma vez mais se nota o gosto pela cultura e o carinho e interesse pela produção artística dos seus munícipes nas Câmaras do interior do país. No litoral, talvez pelo facto de existir mais "oferta" cultural e mais artistas, há um desinteresse pelos "santos da casa" e prefere-se dar atenção às figuras nacionais em detrimento das locais. Claro que é muito mais fácil, sucesso garantido, divulgar a presença de um best-seller nacional, das editoras consagradas, ou alguém que aparece na TV frequentemente, do que patrocinar escritores ou outros artistas com pouca visibilidade. O pelouro da cultura tem a sua própria agenda e, na maior parte das vezes, desconhece completamente o que se produz no concelho.


Este novo livro da Lucinda Maria (sétimo publicado) apresenta-nos uma forte carga autobiográfica com alguns contos obviamente ligados à infância da autora e outros que espelham sem qualquer dúvida o amor incondicional à terra que a viu nascer.

Conheci a Lucinda Maria há pouco tempo, embora o seu nome tenha constado com o meu em algumas publicações de antologias organizadas pelo nosso saudoso amigo comum, o editor e escritor Isidro Sousa (1973-2020).

Foi principalmente fruto do desaparecimento deste nosso amigo que se criou uma proximidade maior entre nós, com a minha iniciativa de editar um dos trabalhos não concluídos desse editor. A antologia "Filhos de Um Deus Menor" foi um dos projetos dele que me empolgou e que tive pena nunca ter visto a luz do dia. Por esse motivo, resolvi por mãos à obra e contactar os autores já selecionados para essa obra para que colaborassem .nesta nova antologia. Para meu desencanto, muito poucos responderam mas, entre os que o fizeram, estava esta nova amiga.



Depois dos vários contactos e trocas de opiniões que tivemos acerca desta obra, foi fácil ver nela uma valiosa colaboradora para a nova antologia dos Pentautores, que estava em projeto na altura. Não tive muito trabalho para convencer os meus companheiros, alguns dos quais já conheciam a escrita da Lucinda e assim nasceu "Deusas, Fadas e Bruxas" com a convidada Lucinda Maria, que, como é apanágio de todos os nossos convidados, além do conto, contribui com o prefácio da obra. A nossa amiga provou tratar-se de uma boa aposta e ficamos todos muito satisfeitos com o resultado final.


Daqui até ao acordo que fizemos para a publicação do seu livro "Viagens", foi apenas um passo.

Eu já tinha colaborado de diversas formas com outros escritores para a publicação das suas edições de autor e, gradualmente, fui dando relevo à minha chancela pessoal "Produções Debaixo dos Céus". Aqui estava eu novamente a criar bases, quem sabe, para uma nova editora.


Com uma capa pintada pela própria autora, vão se revelando as várias facetas desta artista que junta a pintura à sensibilidade da poesia e à capacidade narrativa.

No passado dia 4, foi então o lançamento público desta obra e foi também o dia em que pude conhecer pessoalmente esta excecional mulher e escritora. Eu e o meu amigo e escritor Fernando Ventura Morgado, acompanhados das respetivas esposas, fizemos questão de cobrir a considerável distância que separa as nossas cidades para a felicitar e dar um abraço de amizade e incentivo a esta nossa amiga.


Não foi difícil ver as qualidades humanas da Lucinda Maria, que de resto já tinha adivinhado durante todos os nossos contactos prévios, mas foi aqui que se comprovou a sua amizade, generosidade e humildade, materializada numa sala completamente cheia de pessoas que a vieram ver e ouvir.


Tivemos a oportunidade de ouvir falar da autora por quem a conhece e escutar alguns poemas de sua autoria, relativos a marcos importantes do concelho, declamados por alguns dos seus amigos.
 


Resta-me acrescentar que foi um dia maravilhoso e bem passado e a Lucinda Maria está de parabéns, não só por este novo livro, mas pelo seu excelente grupo de amigos e leitores e por ser o ser humano que é.

Bem hajas Lucinda Maria e muito sucesso.





 


 

1 comments:

Fernando Morgado disse...

Revejo-me totalmente no relato e no comentário do Manuel Amaro Mendonça. Foi um dia em cheio, um momento de partilha e de amor (porque não?), uma sessão fabulosa de literatura e, sobretudo, uma página dourada quer para a autora, Lucinda Maria, que foi, justamente, homenageada pelas autoridades locais e pelos seus amigos, quer também para Oliveira do Hospital, que vê a sua História enriquecida por este documento, quer, ainda, para todos os que tiveram o privilégio de estar presente e assistir à justiça de uma comunhão perfeita entre a autora e a sua obra com a aceitação e reconhecimento de ambas.
Parabéns, Lucinda Maria
Já agora, permitam -me,
Parabéns, Município de Oliveira do Hospital.